David Hayter explica como seria o seu filme da Viúva Negra

Antes de ser vivida por Scarlett Johansson em Homem de Ferro 2, a Viúva Negra era pra ter um filme só seu. Em 2004, David Hayter, roteirista de X-Men e X-Men 2, chegou a ser contratado para escrever e dirigir o longa da espiã russa mais gata dos quadrinhos.

Segundo Hayter, o filme usaria “a divisão do Império Soviético como plano de fundo, com um hospício insano e sem lei com 400 quilos de misseís nucleares. Era um filme sobre armas nucleares perdidas, e eu acho que era bem atual e legal“.

Provavelmente o fime usaria a nacionalidade da Viúva Negra, que é russa e se chama Natasha Romanova, para se infiltrarna União Soviética e recuperar os misseís.

Hayter ainda continuou, explicando porque o filme não aconteceu: “Infelizmente, quando eu estava terminando a versão final do roteiro, um grande número de filmes com mulheres vigilantes saíram. Nós tivemos Tomb Raider e Kill Bill, que deram certo, mas também tivemos BloodRayne, Ultravioleta e Aeon Flux. Aeon Flux não estreou bem e três dias depois da estréia o estúdio disse: ‘Nós não achamos que é hora para fazer esse filme’. Eu aceitei a lógica deles em relação à saturação do mercado, mas a cancelação foi bem dolorosa. Eu não investi só muito tempo no filme, eu também nomeei minha filha, que nasceu no mesmo período, de Natasha. Eu nomeei a minha filha por causa do filme que eu não trabalhei mais”.

É uma história triste, sem dúvidas.

Depois disso, a personagem ficou na geladeira até a criação do Universo Cinematográfico da Marvel, onde a atriz Scarlett Johansson assumiu o papel de Viúva Negra e vai interpretar a personagem em Os Vingadores.

Até agora a Viúva Negra não ganhou um filme só seu, mas alguns rumores indicam que ela pode ter um filme ao lado do Gavião Arqueiro em breve, então vamos esperar.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...