Cowboys & Aliens – Crítica

  Eder Augusto de Barros  |    segunda-feira, 05 de setembro de 2011

Estreia nesta sexta, 9 de Setembro, no Brasil, um dos filmes mais aguardados deste ano, nós já vimos o longa há cerca de 2 semanas, e agora você descobre o que achamos!

Vamos falar do filme, que é um dos blockbusters mais aguardado do verão no hemisfério norte, estrelado pelo novo 007, Daniel Craig, e pelo Indiana Jones, Harrison Ford, e ainda com a delicinha Olivia Wilde, o filme tinha tudo para ser do carvalho, isso mesmo, tinha, no passado.

Cowboys & Aliens é baseado numa graphic novel de 2006, publicada pela Platinum Studios nos EUA em 2006 e aqui no Brasil, foi publicada recentemente pela Galera Record numa edição especial de capa dura toda bonita. Veja a sinopse do longa:

Em 1873, no Arizona, um homem chamado Jake Lonergan (Craig) acorda sem nenhuma memória de seu passado, e com um misterioso bracelete em seu pulso. Ele entra na cidade de Absolution, onde descobre que ele é um criminoso notório procurado por muitas pessoas, incluindo o Coronel Woodrow Dolarhyde (Ford), que comanda a cidade com punhos de ferro. Porém Absolution enfrenta uma ameaça maior quando uma força misteriosa ataca a cidade do céu, matando todos no caminho. Enquanto o bracelete de Lonergan guarda o segredo para derrotá-los, ele deve se aliar ao Coronel Dolarhyde e antigos inimigos para combater a entidade misteriosa.

Vamos começar com o desenvolvimento da história, para os amantes da ficção científica, o longa já começa com um padrão lá em cima, se você é um destes, provavelmente entrará no cinema com uma puta espectativa, e até digo, que com 30 minutos de filme o padrão ainda vai subir um pouco, mas depois vai baixando o nível, e baixando mais, e chegará no fim da trama que já nem se aguenta mais, faltou talvez um pouco de argumentação no fim. É daquele tipo de filme dividido em 3 partes básicas, na primeira, que é a melhor, conhecemos os personagens e porque eles ali estão, a segunda é o conflito e introdução do mistério ao filme, e a tarceira, que é a pior, começa, isso mesmo, começa, quando você já sacou tudo que vai acontecer, faltando mais de 30 minutos para o fim você já vai perceber realmente o rumo final da história.

Outro ponto fraco do filme são as cenas de ação, sério, o que tem de ação você já viu nos trailers todos que foram divulgados, o que tem é um pouco mais que aquilo, as pessoas que viram o filme comigo, e até em textos que vi na internet, a principal reclamação do pessoal é esta, falta de cenas de ação. Também, vamos combinar, você junta num filme o 007 e o Indiana Jones, ai você coloca eles no Faroeste estilo clássico, da uma arma alienígena para um deles, e o outro é o todo poderoso fode-bundas da região, junta alguns aliens querendo arrebentar a cidade, o que realmente você quer ver nesse filme? Ação, claro! Mas Jon Favreau mandou avisar que tá em falta.

Talvez esse tenha sido o principal erro do cara, o argumento do filme não é realmente uma história para os inteligentes e intelectuais, é basica, os cowboys tem de expulsar os aliens daqui, até tem uma certa originalidade, porém não deixa de ser básica, o povo quer ação, porra Favreau! Essa era a hora de ser Michael Bay e não Martin Scorsese, o filme pedia, clamava por ação, muita ação. Apesar desse deslize, o Jon Favreau é um bom diretor, gosto da maneira não-autoral dele, não é como certos diretores que impõem estilo próprio ao filme, você até pode tentar achar semelhanças entre Homem de Ferro e Cowboys & Aliens, porém eu acho que não irá encontrar nada, não há vestigios de Jon Favreau em nenhum deles, e isso em partes é bom, deixa a história fluir, e eu curto o Jon por isso.

Atuações, não há do que reclamar levando em conta o pessoal envolvido. Harrison Ford já sabemos do que é capaz, e fez o que sabe fazer, ele não é propriamente um grandessíssimo ator, mas é muito bom, e esteve  em grande forma. O Craig, sei lá, não simpatizo com o rapaz, mas esteve bem no filme, tal como o Ford. Olivia Wilde, bem, ruim ela não é, longe de mim dizer isso, aliás ela é bem boa (rá!) e a melhor cena dela é essa aqui, sem dúvida.

Para finalizar que isto já está muito longo, o filme é razoável, quem é mais adepto de ficção científica vai gostar bem mais do que o pessoal que é indiferente a este gênero. Eu até que gosto, mas mesmo assim o filme não passa de um 6,5 na minha modesta opinião, assista e depois nos conte o que achou, queremos saber!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários