Compositor diz que Detona Ralph 2 está sendo produzido

Leandro de Barros

  segunda-feira, 07 de abril de 2014

Compositor diz que Detona Ralph 2 está sendo produzido

Henry Jackman revela já ter falado com a DIsney sobre o projeto

Em entrevista ao Collider para falar sobre vários dos seus projetos, o compositor Henry Jackman acabou “confirmando” que a sequência da animação Detona Ralph está sendo produzida dentro da Disney.

O músico revelou que já conversou com a Disney a respeito do filme, mas que não pode dar nenhuma outra informação sobre – até porque, ele diz que “não sabe nada mais além de uma história estar sendo escrita” para a animação.

Eu ficaria muito surpreso [se a Disney não fizesse uma sequência de Detona Ralph]. Não é pra me gabar, esqueça a música. Só o filme em si já é um trabalho fantasticamente imaginativo e criativo. […] Só como conceito, já seria negligente da parte dele não escrever uma sequência. É uma grande ideia e um grande personagem

No começo do ano passado, Rich Moore, diretor do longa, revelou uma possível ideia para a trama de Detona Ralph 2:

Existem outros Ralphs? O que aconteceria se um outro Fix it Felix, Jr. fosse plugado na loja de fliperamas? Existem outros Ralphs mais contemporâneos? Existe uma versão do game feita para um celular? E aqueles jogos tipo Super Smash Bros., onde todos os personagens de jogos diferentes se unem para lutar? O que aconteceria se o Ralph ficasse frente à frente com todas essas diferentes versões de si mesmo?

Lucrando quase $500 milhões de dólares nas bilheterias e ganhando uma nomeação ao Oscar de Melhor Animação em 2013, Detona Ralph pode não ter tido um desempenho equivalente ao sucesso absurdo de Frozen, mas ainda assim foi um projeto bem-sucedido e uma franquia com tantas possibilidades comerciais, que seria estranho se a Disney não seguisse adiante com a história de Ralph.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários