Cineasta Eduardo Coutinho é morto no Rio de Janeiro

Leandro de Barros

  domingo, 02 de fevereiro de 2014

Cineasta Eduardo Coutinho é morto no Rio de Janeiro

Documentarista foi morto a facadas aos 80 anos

Eduardo Coutinho

Aparente e infelizmente, esse domingo, dia 2 de Fevereiro, ainda parece longe de terminar. Depois de confirmada a morte do ator americano Philip Seymour Hoffman, em Nova York, o G1 noticia que o documentarista brasileiro Eduardo Coutinho, de 80 anos, foi morto a facadas hoje em sua casa, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia carioca, o principal suspeito do crime é o filho do cineasta, Daniel Coutinho, de 41 anos, que sofre de esquizofrenia – e que está internado no Hospital Miguel Couto com duas facadas no abdômen.. Maria das Dores Coutinho, de 62 anos, também foi ferida com 5 facadas e também está internada, só que em estado grave. A suspeita é que Daniel tenha esfaqueado os pais e depois tentado o suicídio, embora a Divisão de Homicídios da Polícia Civil ainda esteja investigando o caso.

Coutinho é considerado um dos maiores documentaristas do país e foi convidado a integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em junho do ano passado, sendo um dos votantes do Oscar. O cineasta também é um ganhador Kikito de Cristal, a principal premiação do cinema brasileiro, pelo conjunta da obra – que inclui filmes como Babilônia 2000, Cabra Marcado Para Morrer e Edifício Master.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários