Chris Evans fala sobre Os Vingadores, Robert Downey Jr., Stan Lee e mais!

O ator responsável por trazer o Capitão América à vida em Capitão América: O Primeiro Vingador e, futuramente, em Os Vingadores, Chris Evans, falou com o Huffington Post para promover seu novo filme, Puncture. Na conversa, era inevitável que a conversa caísse sobre o Sentinela da Liberdade e o mais aguardado filme de quadrinhos de todos os tempos.

Veja os melhores momentos da entrevista, e clique aqui para lê-la completa, em inglês:

Capitão América

“Ele está no presente e ele tem problemas. Na verdade, aconteceram coisas que ele tem de suportar, você entende o que eu digo? Ele não pode simplesmente deixar isso pra trás. Ele é um peixe fora d’água. Todo mundo achava que ele estava morto e ele está fora do seu tempo e ainda tem Os Vingadores. Ele fica um pouco mais sombrio, o que é legal”.

Robert Downey Jr.

“Eu acho que a maioria das minhas cenas é com Downey. Ele é tão bom, cara. De novo, eu não sabia o que esperar dele, também. E ele só… eu sou sortudo pra c*ralho. Ele foi tão legal. Eu não sou tão bom com a imprensa as vezes, e ele foi como um mentor. Ele é tão disposto a dar conselhos e ele não não se sente assim [um mentor]. Você vai fazer uma cena e ele te da um pequeno joinha e ele simplesmente faz o seu dia. Você fica tipo ‘Downey acabou de me dar um joinha!’ Isso fez a minha vida. Eu saia do meu trailer, e esse cara não tinha idéia do impacto que ele tinha. Ele é só tão legal e ele foi o primeiro cara – eu já fiz muitos filmes com muitos grandes atores – o primeiro cara que eu vi no set e fiquei tipo ‘Wow, é uma estrela de cinema! Ele é uma estrela de cinema, p*rra!'”

Fidelidade do filme aos quadrinhos

“Eu acho que eles conseguiram um ótimo equilíbrio. Obviamente tem ação, você tem todos esses super-heróis, tem de haver essa luta constante, eu acho que a cada 10 páginas, vai ter algum tipo de ação, mas você pode ter toda a ação do mundo, se você não tiver um pouco de substância, você não tem nada. Eu não quero falar merda de outros filmes, mas eu conheço um monte de longas assim, que tem toda a ação e nenhum coração.- Não é fácil tentar trazer todos esses personagens juntos e achar uma história, mas a melhor coisa sobre o Joss [Whedon, diretor] é que Joss é um fã, Joss é um cara dos quadrinhos. É muito agradável trabalhar com um cara que é, bem, o tipo de público que eu estou tentando agradar. Joss é um desses caras. E se Joss está feliz com o diálogo, se Joss está feliz com os uniformes, se Joss está eliz, então eu estou feliz. Porque ele é a Comic-Con, ele é um desses caras que estariam na platéia “nerdeando”, então, se ele está feliz, eu estou feliz”.

Stan Lee

(sobre o Stan Lee ele comentou com a MTV News)

“Ele é um ser humano incrível. O cara é uma lenda viva. Ele é tão positivo e tão energético e um homem realmente muito bom. Existem muito poucoas pessoas que eu já conheci que conseguiram conquistar tanto e ainda mantém essa excitação juvenil.

Ele é tão feliz por fazer coisas. Ele está tão animado em viver a vida dele. Ele acorda todo dia e fica animado por ser Stan Lee. É realmente muito legal que alguém possa ser assim após tantos anos de dominação”.

Os Vingadores conta com um elenco fantástico com Chris Evans (Capitão América), Robert Downey Jr.(Homem de Ferro), Chris Hemsworth (Thor), Mark Ruffalo (Hulk), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Tom Hiddleston (Loki), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Cobie Smulders (Maria Hill) e Jeremy Renner (Gavião Arqueiro) e estréia dia 4 de maio de 2012.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...