Bourne 4 contrata seu vilão
Jéssica Pagliai

Jéssica Pagliai
jessica.pagliai

  quinta-feira, 03 de setembro de 2015

Bourne 4 contrata seu vilão

No longa, Vincent Cassel será um assassino que persegue Bourne pela Europa.

Segundo a Variety, o quinto filme da franquia Jason Bourne, que começa a ser filmado no próximo mês, contratou Vincent Cassel (Cisne Negro) para viver um assassino que persegue Bourne pela Europa.

Apesar de nenhuma sinopse oficial ter sido divulgada, Matt Damon revelou detalhes da trama:

Os primeiros filmes mostravam como estava os Estados Unidos durante a presidência de Bush, e tivemos que esperar o mundo mudar. Encontramos nossa história após Edward Snowden vazar informações sigilosas de segurança do país. Sem entregar muito, veremos Bourne passando por uma Europa austera em um mundo pós-Snowden. O mundo mudou bastante, sabe? Há todos esses tipos de argumentos sobre a espionagem, as liberdades civis e da natureza da democracia. Snowden tornou-se uma figura poderosa no debate sobre segurança versus privacidade. John McCain disse em 2013 que Snowden era visto pelos jovens americanos como ‘uma espécie de Jason Bourne.

Na vida real, Snowden é um ex-analista da NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos) e atualmente é o homem mais procurado do planeta pelos EUA. E está asilado em algum lugar da capital da Rússia, Moscou.

Além de marcar o retorno de Matt Damon ao papel que dá título aos filmes, Jason Bourne, Julia Stiles (10 coisas que eu odeio em você) também estará de volta, junto com o diretor Paul Greengrass que comandou os dois primeiros longas da trilogia. Com Tommy Lee Jones (Onde os fracos não têm vez) e a atriz sueca Alicia Vikander (O Sétimo Filho) completando o elenco, o projeto promete ser uma retomada de fôlego, tanto que está sendo chamado simplesmente de Bourne 4.

Sua data de estreia etá marcada para 29 de julho de 2016.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários