Ator de Poder Sem Limites pode ser o Tocha-Humana do reboot do Quarteto Fantástico

Leandro de Barros

  quinta-feira, 02 de maio de 2013

Ator de Poder Sem Limites pode ser o Tocha-Humana do reboot do Quarteto Fantástico

Rumor dita que o ator Michael B. Jordan poderá ser o Tocha-Humana no reboot do Quarteto Fantástico

Michael B JordanNa última terça-feira, nós divulgamos por aqui que a 20th Century Fox estava cogitando contratar a atriz Allison Williams (Girls) para ser a Mulher-Invisível do reboot cinematográfico do Quarteto Fantástico.

A informação dava a impressão que o estúdio iria se focar em uma versão mais nova do Quarteto, possivelmente inspirada no Universo Ultimate da Marvel – que serve como base para a Marvel Studios com seus filmes e para O Espetacular Homem-Aranha, da Sony.

Agora um novo rumor sobre o longa chega à redee, também nesas linha de um Quarteto mais jovem. Segundo o The Wrap, mais confiável do que a maioria dos sites, o primeiro nome da lista da Fox para viver o Tocha Humana nos cinemas é o ator Michael B. Jordan, de Poder Sem Limites.

Aparentemente, o bom relacionamento entre o ator e o diretor Josh Trank seria um dos trunfos de Jordan para conseguir o papel – os dois trabalharam juntos em Poder Sem Limites.

A informação pode (e já está) causar polêmica na rede devido ao fato de Jordan ser negro e o Johnny Storm, o Tocha-Humana, ser caucasiando em suas duas versões (a tradicional e a Ultimate). Porém, esse não seria o primeiro caso de mudança de biotipo de personagens dos quadrinhos e não passa de um detalhe on longa – definitivamente não é esse tipo de coisa que fará com que o filme seja bom ou ruim.

A Fox não tem comentado os rumores sobre o elenco do longa, mas deverá se pronunciar oficialmente em breve, já que a produção do filme começa ainda nesse ano. Talvez o elenco oficial seja anunciado na Comic-Con 2013, quem sabe?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários