As Empreguetes vão virar filme

Leandro de Barros

  segunda-feira, 20 de maio de 2013

As Empreguetes vão virar filme

E mais personagens de novela ganharão filmes sem importância e, definitivamente, sem grande valor. Dessa vez, falamos d'As Empreguetes, sejam lá quem elas forem...

Atualmente, os cinemas nacionais exibem Giovanni Improtta, filme-solo do personagem de José Wilker na novela Senhora do Destino, de 2004-2005 – você pode ver o trailer PRIMOROSO (ao contrário) aqui.

O personagem foi ganhar as telonas 8 anos DEPOIS do fim da sua novela. E ele não está só: Crô (Marcelo Serrado), de Fina Estampa, também vai ganhar um filme só seu.

Ouso afirmar que estamos vivem uma época em que personagens de novela ganharão as telonas, porque esses dois exemplos acabam de ganhar mais um para lhes fazer companhia em tardes cinzentas de outono: o ator Ricardo Tozzi disse em entrevistas à Caras que as Empreguetes da novela Cheias de Charme também ganharão um filme.

De acordo com o ator, o longa “será para o ano que vem”, não deixando claro se a sua estreia será no ano que vem ou as suas filmagens – ou quem sabe ambos!

Seja como for, as perguntas que precisam ser feitas são: “quem são as Empreguetes? Onde elas habitam? Do que se alimentam?”. Bom, a mãe Wikipédia responde:

Empreguetes foi o grupo fictício formado por Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drummond). Na novela, o grupo foi formado ocasionalmente, quando as três empregadas estavam passando a noite na casa da cantora Chayene (Cláudia Abreu) enquanto ela estava viajando e Rosário acordou no meio da noite e resolveu escrever uma música chamada “Vida de Empreguete”, na manhã seguinte, Rosário chamou Kleiton (Fábio Neppo) para gravar a música com a participação de Penha e Cida no estúdio de Chayene. Depois, acabaram por gravar um clipe no mesmo dia, com as roupas e a casa de Chayene como locação. O clipe foi lançado na internet no dia 19 de maio de 2012. Na novela, foi divulgado na internet por vários personagens e se tornou um grande hit, resultando na prisão das cantoras recém-lançadas

E aí está. Agora nós sabemos e saber é metade da batalha. As Empreguetes vão virar filme (um musical, suponho). Pode celebrar, pode celebrar. Imagino que não há muito o que reclamar, afinal deveria haver espaço para todos. Seja como for, nós fizemos um BananaCast sobre Cinema Nacional que talvez possa ser útil para você, que está muito chateado com essa novidade.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários