Armie Hammer e Johnny Depp culpam os críticos pelo fracasso de O Cavaleiro Solitário

Lone ranger primeira imagemCom mais de um mês em cartaz nos cinemas pelo mundo, O Cavaleiro Solitário lucrou apenas $175 milhões de dólares nas bilheterias mundiais, mesmo contando com nomes como Johnny Depp (Alice no País das Maravilhas) e Armie Hammer (A Rede Social) no elenco, além da presença de Gore Verbinski (Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra) e Jerry Bruckheimer (Piratas do Caribe) na produção.

Ainda precisando estrear em alguns países da Europa, a previsão é que o filme chegue à marca de $187 milhões de dólares nas bilheterias, o que já registraria um prejuízo de $150 milhões de dólares para a Disney. Com um orçamento estimado de $250 milhões de dólares e um orçamento de marketing de $175 milhões de dólares, o desastre financeiro do longa ainda deverá reverberar pelos estúdios da Disney por algum tempo, fazendo com que o fracasso de John Carter no ano passado nem pareça tão ruim assim.

Mas de quem seria a culpa desse péssimo resultado? Dos produtores, que inflaram demais o orçamento do filme? Do roteiro? Dos trailers, que não agradaram ao público? Segundo Armie Hammer, Johnny Depp e os outros envolvidos na produção do blockbuster, os culpados foram os críticos.

Em entrevista ao Yahoo! Movies, a equipe de O Cavaleiro Solitário compartilhou as suas opiniões sobre como as críticas negativas que O Cavaleiro Solitário recebeu impactaram o desempenho do filme nas bilheterias. Enquanto Depp disse acreditar que “as críticas já tinham sido escritas antes mesmo do filme sair“, Armie Hammer foi um pouco mais além:

[quote]Esse é o problema com os críticos americanos: eles já estavam batendo no nosso filme quando ele foi cancelado na primeira vez, foi quando a maioria dos críticos escreveu os seus textos iniciais. Se você pegar e ler as críticas negativas, a maioria delas não é nem sobre o conteúdo do filme, mas sobre os bastidores. Chegamos ao ponto com os críticos americanos que se você não for tão esperto quanto Platão, então você é estúpido. Parece uma maneira triste de viver a vida. Enquanto a gente filmava, a gente já sabia que as pessoas iam bater no filme. Acho que agora é moda que quando filmes passam por problemas na produção, os críticos tentam virar o nosso barco. Eles tentaram fazem o mesmo com Guerra Mundial Z e não funcionou, ele foi um sucesso. Ao invés disso, eles decidiram pular na nossa jugular[/quote]

Jerry Bruckheimer, produtor do longa, concordou com os atores do filme, completando que parte do problema dos críticos com o filme talvez tenha sido o seu orçamento de $250 milhões de dólares: “Para o público isso não importa com o orçamento. Eles pagam o mesmo para ver o filme, tenha ele sido feito com 1 dólar ou com 20 milhões. O Cavaleiro Solitário é um daqueles filmes que, daqui alguns anos, vamos rever e constatar que os críticos estavam errados“. Já Gore Verbinski preferiu alfinetar um pouco a concorrência dizendo que “Nosso filme não é uma sequência, não tem robôs gigantes e o Cavaleiro Solitário não pode voar. Se você quer algo diferente, venha ver o nosso filme“.

Lone Ranger Super Bowl

A história “complicada” que eles citam sobre os bastidores de O Cavaleiro Solitário foi relatada por aqui em junho do ano passado. A Disney chegou a colocar o longa na geladeira por causa do seu alto orçamento, o que levou o trio principal do projeto (Gore Verbinski, Jerry Bruckheimer e Johnny Depp) aceitarem cortes nos salários e fez com que o produtor aceitasse inclusive pagar parte do projeto do seu próprio bolso.

Com isso, o orçamento continuou alto, mas caiu para níveis “aceitáveis” pela Casa do Mickey, apenas para voltar a crescer pouco depois com as megalomanias de Verbinski, que preferiu mandar construir locomotivas para usar no filme ao invés de alugar existentes, por exemplo.

Você já viu O Cavaleiro Solitário? Achou que os críticos pegaram no pé mesmo ou o filme mereceu as críticas que recebeu?

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...