Ang Lee: “Devia ter me divertido mais com o Hulk”

Leandro de Barros

  terça-feira, 20 de novembro de 2012

Ang Lee: “Devia ter me divertido mais com o Hulk”

Cineasta diz que deveria ter levado o filme do Hulk menos seriamente, mas que aprendeu bastante sobre computação gráfica no filme

Quem foi ver Os Vingadores nos cinemas, em 2012, deve ter ficado um pouco surpreso com o Hulk no filme. Principalmente se compararmos a particapação do Gigante Esmeralda na Batalha de Nova York com os dois outros filmes do Hulk: O Incrível Hulk (2008) e Hulk (2003).

Ang Lee, diretor do primeiro filme do personagem no século 21, olha para trás hoje e vê uma das razões para que o seu filme com o personagem não tenha sido um sucesso de crítica e público: faltou diversão.

Meu problema é que eu levei tudo muito seriamente. Eu devia ter me divertido mais com o Hulk, ao invés de todo aquele psicodrama!“, comentou o diretor.

Seja como for, nem só de más experiências se fez o trabalho do cineasta com o raivoso herói da Marvel. Lee admitiu que aprendeu bastante enquanto fazia o filme estrelado por Eric Bana, principalmente nas questões técnicas.

Eu aprendi muito sobre computação gráfica com o Hulk e eu não seria capaz de fazer As Aventuras de Pi sem essa experiência. Mas é mais fácil criar um animal porque existe uma boa referência – um tigre ou uma hiena é mais fácil do que um monstro raivoso de 900 quilos. O mais difícil de se lidar é com o peso, não a pele, porque não há uma referência para algo daquele tamanho que é ágil. E a tecnologia melhorou, então dá pra ter mais detalhes no Hulk do Mark [Ruffalo]”, disse Lee.

As Aventuras de Pi conta com Gerard Depardieu, Suraj Sharma, Irrfan Kahn, Adil Hussain e Tobey Maguire no elenco. As Aventuras de Pi deve estrear no Brasil no dia 25 de dezembro.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários