Afinal, o que são as Jóias do Infinito?

Leandro de Barros

  quarta-feira, 03 de setembro de 2014

Afinal, o que são as Jóias do Infinito?

O que são esses artefatos que movem os filmes do Universo Marvel?

Já se passou mais de um mês da estreia de Os Guardiões da Galáxia nos cinemas brasileiros e, provavelmente, você já teve tempo de ver o filme umas 8 vezes até ter decorado todas as suas falas. Não se preocupe, ninguém está te julgando…

Assim, a gente já tem alguma liberdade para poder comentar alguns pontos importantes da trama do longa da Marvel, sem correr o risco de atrapalhar a experiência de alguém. Se você ainda não assistiu à Os Guardiões da Galáxia, fique avisado que a gente vai comentar alguns pontos da trama do longa, mas nada que seja um spoiler muito grande.

Então vamos lá falar sobre as tais Jóias do Infinito.

Joias do Infinito 01

A primeira vez que o termo “Jóias do Infinito” (que também podem ser Pedras do Infinito ou Gemas do Infinito dependendo da tradução dos quadrinhos que você consultar) foi usada no Universo Cinematográfico da Marvel foi na cena pós-créditos de Thor 2: O Mundo Sombrio, mas o seu conceito só foi verdadeiramente explicado em Os Guardiões da Galáxia.

Durante a saga mais famosa das Jóias do Infinito nas HQs, é revelado que a sua origem vem de um dos seres mais antigos do universo. Sem identidade revelada, é dito que esse ser é um sobrevivente das primeiras criaturas super-poderosas a viver no Universo e, quando ficou sozinho e solitário, ele cometeu suicídio – porém, seus poderes sobreviveram, dando origem às Jóias. Nos cinemas a origem é relativamente diferente, com as Jóias sendo criadas pelos Celestiais, mas isso é irrelevante: o que é preciso ter em mente é que os artefatos representam 6 facetas da vida (ou do Universo – mas, honestamente, qual a diferença filosófica entre Vida e Universo? Fica aí o questionamento…).

Enfim, como já dito, as Jóias do Infinito representam 6 facetas da vida, nomeadamente: Espaço (space), Mente (mind), Alma (soul), Realidade (Reality), Tempo (Time) e Poder (power). Cada uma possui uma cor específica, mas a relação entre cores-Jóias é diferente nos quadrinhos e no cinema.

infinity-gems-criticsight

 

A Jóia do Espaço, como o nome indica, permite que o usuário possa manipular o espaço julgar apropriado. Basicamente, quem possuir essa Jóia pode se teletransportar para qualquer lugar (ou teletransportar os outros!), pode aparecer em vários lugares ao mesmo tempo… enfim, pode lidar com o espaço da maneira que quiser. Nas HQs, possui a cor roxa.

A Jóia da Mente (azul) atua em relação à poderes mentais. Pode dar a capacidade de uso da telecinese e telepatia ao seu usuário, ou simplesmente conectar a mente dele com a mente de qualquer ser no Universo. Se seu utilizador já for alguém com esse tipo de poderes, tipo o Professor Xavier por exemplo (sim, já aconteceu), os poderes são simplesmente aumentados. É interessante notar que o poder das Jóias é aumentado se todas elas estiverem juntas – nesse caso, a Jóia da Mente permite que o usuário possa se conectar à todas as mentes do universo ao mesmo tempo!

Extremamente poderosa, a Jóia da Alma é também a mais perigosa das Jóias do Infinito. Seu poder, como o nome já entrega, é que ela age com base na alma do usuário ou dos seus inimigos. Porém, seu perigo mesmo reside no fato dela ser a única Jóia “sentiente”, ou seja, que possui uma consciência. Ela possui um desejo por consumir almas e pode atacar a alma de alguém de várias formas. Ela também possui a habilidade de prender a alma de alguém dentro de si mesma, num “mundo perfeito” chamado de Mundo das Almas – e depois acessar todas as habilidades ou memórias de quem ficou preso por lá. Sua cor nos quadrinhos é verde.

Apesar de todas as Jóias serem relativamente igualmente poderosas, a Jóia da Realidade é indiscutivelmente um pouquinho mais forte que as colegas. Se poder, de maneira resumida, é alterar a realidade. Seja para coisas “simples”, como reviver um colega morto, ou mais complexas, como interferir com as leis da física e da lógica (fazer 2+2=5, por exemplo), a pedra amarela pode fazer. Ela também pode desenvolver (ou destruir) realidades alternativas.

Como a Jóia do Espaço altera o espaço, a Jóia do Tempo permite total manipulação do tempo. Seus usos mais básicos permitem viagens no tempo ou ver o futuro, mas ela também permite que o usuário controle o envelhecimento de criaturas, possa diminuir ou acelerar o tempo, ou mesmo pará-lo totalmente. Ela também é amarela.
Por fim, temos a Jóia do Poder, de cor vermelha. Um dos grandes atributos da Jóia do Poder é que ela pode ser usada para aumentar as habilidades das outras Jóias, funcionando como uma espécie de “fonte de alimentação” para aqueles poderes. Sozinha, ela concede acesso à todos os tipos de energia para seu usuário, super-força e super-resistência à níveis ilimitados, etc.

Nas HQs, uma sétima Jóia ainda é criada posteriormente (a Jóia do Ego), mas ela não deverá aparecer no cinema. Cada uma delas pode ser usada separadamente, mas para todas seres usadas juntas é preciso um item conhecido como Manopla do Infinito, uma espécie de luva de metal desenvolvida por Thanos e capaz de unir os poderes das seis Jóias do Infinito.

A Manopla do Infinito, abastecida com as 6 Jóias, torna o seu usuário num ser onipotente e onisciente, um ser tão poderoso que nem mesmo o poder combinado de criaturas como Galactus, o Vigia, a Morte e outros seres celestiais chega perto do que o portador da Manopla pode fazer.

E nos cinemas, como isso tudo rola?

Bom, nos filmes da Marvel, nós já vimos oficialmente três Jóias do Infinito, com uma quarta esperando confirmação oficial da Marvel Studios.

Joias do Infinito 03Como já mencionado anteriormente, o esquema de cores entre as Jóias nos cinemas e nos quadrinhos é diferente. O Tesseract, item apresentado originalmente em Thor e depois parte integral da trama de Capitão América: O Primeiro Vingador e Os Vingadores, foi a primeira Jóia do Infinito a aparecer nos filmes da Casa das Ideias.

Segundo Kevin Feige, o Tesseract é a Jóia do Espaço, o que explica o fato dela poder abrir um portal intergaláctico no céu de Nova York, por onde os Chitauri passaram para começar a invadir a Terra. Também explica o que aconteceu com o Caveira Vermelha no fim do primeiro filme do Capitão América: o vilão provavelmente foi movido para algum lugar do Universo e seu destino é incerto (bem como se ele sobreviveu ou não).

Depois dos eventos de Os Vingadores, o Tesseract foi guardado nos cofres de Asgard e (até segunda ordem) está seguro por lá.

Joias do Infinito 04A segunda Jóia do Infinito a aparecer nos filmes da Marvel foi o Éter, aquela gosma/parada-loca que Malekith tentou usar para envolver o universo em sombras durante Thor 2: O Mundo Sombrio.

Única das Jóias em estado líquido (até o momento), o Éter é a Jóia da Realidade – o que apenas torna todo o plano de Thor 2 ainda mais bobo, porque a Jóia da Realidade possui poderes tão fodas que usá-la para “envolver o universo na escuridão durante a Convergência” parece um tremendo desperdício.

Depois do Thor martelar a cabeça de Malekith, o Éter foi retirado do corpo do Elfo Negro e transportado até a base do Colecionador, em Knowhere, onde ficou seguro até os eventos de Os Guardiões da Galáxia.

Joias do Infinito 05No mais recente filme da Marvel, nós vemos Peter Quill roubar o Orbe, que guarda Jóia do Poder. O filme deixa bem claro o poder dessa Jóia: destruir absolutamente qualquer tipo de material vivo em que entre em contato, podendo ser usado para simplesmente aniquilar um planeta caso haja a oportunidade.

Depois do fim do longa, o Orbe fica sob cuidado da Tropa Nova, uma espécie de “força policial galáctica” do Universo Marvel. Com isso, sabemos a localização certeira de duas Jóias (Tesseract e o Orbe) e presumimos que o Éter resistiu à explosão no Museu do Colecionador – ou não, mas daí a gente já entra no mundo das teorias.

Uma quarta Jóia do Infinito que pode ter participado do Universo Marvel nos cinemas poderia ser a Jóia da Mente, que estaria no cetro que Loki usa para controlar o Gavião-Arqueiro e outros humanos durante Os Vingadores.

Ninguém ligado à Marvel ou à produção de Os Vingadores confirmou isso ainda, mas a especulação nasce do fato do cetro do Loki poder controlar a mente das vítimas do asgardiano – um poder bem compatível com o artefato.

Existem várias teorias sobre as Jóias do Infinito no Universo Cinematográfico da Marvel, mas como esse texto serve mais pra apresentar o conceito desses artefatos, a gente pode comentar essas especulações um outro dia. Um último ponto que vale a pena mencionar é que a Manopla do Infinito também já apareceu nos filmes!

Em Thor, nós podemos dar uma olhada no item rapidamente nos cofres de Asgard, entre os outros tesouros de Odin. Nós já citamos aqui que, nas HQs, a Manopla é desenvolvida por Thanos, mas adaptações são adaptações e nem tudo é preciso ser 100% igual ao original.

Ok, mas eu quero saber mais!

Joias do Infinito 08Você quer saber mais sobre as Jóias do Infinito, jovem gafanhoto? Então nada tema, pois nós sabemos onde você pode procurar por tais informações.

As Jóias do Infinito já foram temas de váááárias histórias da Marvel desde que foram criadas, em 1972. Porém, temos duas boas indicações pra você saber mais sobre esses artefatos.

A primeira saga que você pode dar uma olhada é também o evento mais famoso envolvendo as Jóias: Infinity Gaunlet, de 1991. Essa é a famosa saga onde Thanos renasce e parte numa jornada para coletar todas as Jóias e poder acabar com metade de toda a vida do universo – apenas para agradar a Morte em pessoa, sua amada.

É esse o evento que todo mundo comenta e pensa quando se fala de “Thanos” e “Jóias do Infinito” e, de certa forma, o evento que vai pautar a participação de Thanos nos filmes da Marvel.

Joias do Infinito 09Outra indicação que você pode ir atrás é do novo volume de New Avengers, de autoria de Jonathan Hickmann.

Na trama da revista, que é publicada no Brasil pela Panini, o grupo Illuminati passa a tentar controlar as Jóias do Infinito para o bem do Universo Marvel.

(Para os menos versados, Illuminati é um grupo que “controla” o Universo Marvel em segredo. É composto por representantes dos principais núcleos da Marvel – Homem de Ferro dos Vingadores; Fera dos X-Men; Namor de Atlantis; Pantera Negra de Wakanda; Dr. Estranho do núcleo mágico e Raio Negro dos Inumanos).

A série começou a ser publicada em 2013 através do selo Marvel NOW e foi parte importante da saga Infinity e será parte primordial do vindouro evento Times Run Out.

Então, se você quer saber mais sobre as Jóias do Infinito, pode acompanhar essas duas indicações e esperar pelos novos filmes da Marvel.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários