A Hora Mais Escura – Crítica

Eder Augusto de Barros
edaummm

  quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

A Hora Mais Escura – Crítica

A Hora mais Escura acompanha uma agente da CIA, Maya (Jessica Chastain), que acaba de chegar ao Paquistão para trabalhar na busca ao “homem mais procurado do mundo”, Osama Bin Laden.

Artigo SuperMag: Esse artigo saiu com exclusividade na SuperMag #6. Conheça a nossa revista digital e não perca as próximas edições.


1134604 - Zero Dark Thirty

Não demorou muito para que a morte de Osama Bin Laden virasse filme. Kathryn Bigelow, que venceu o Oscar de Melhor Diretora e Melhor Filme em 2009 com Guerra ao Terror, volta à temática que a consagrou (inclusive ao cenário). Mas será que era necessária essa volta?

A Hora mais Escura acompanha uma agente da CIA, Maya (Jessica Chastain), que acaba de chegar ao Paquistão para trabalhar na busca ao “homem mais procurado do mundo”, Osama Bin Laden. O filme se desenvolve em cima da personagem de Chastain, mostrando como foram os interrogatórios, as pistas encontradas, as emboscadas frustradas e os ataques que a agência de Segurança Nacional Americana sofreu. Uma ambientação que mistura muito de Argo com a série Homeland, do canal de TV americano Showtime.

O filme é longo, mas não se torna arrastado por completo, ele consegue nos prender a atenção durante as movimentações da investigação. Bigelow consegue filmar o ambiente da Guerra contra Osama de uma maneira bem dia-a-dia. Interessante de se olhar, de sentir o que está acontecendo há alguns milhares de quilômetros. Não é como um filme de Segunda Guerra Mundial, que é “história”, é passado. Ela tenta em todos os momentos deixar claro que foi real, que aconteceu ontem, e com pessoas que podem conversar com você amanhã em um bar ou restaurante qualquer. Pessoas como você fizeram isso.

Zero-Dark-Thirty_03

Até aí, interessantíssimo filme, principalmente para quem gosta do clima e do assunto. Mas nem tudo é maravilha. O filme em certo ponto se torna um pouco arrastado, no seu final, e é o pior ponto. Obviamente que todos esperam uma bela sequência de ação na caça propriamente dita à Osama. Quando a equipe chega de helicóptero e mata efetivamente Osama Bin Laden. A caça acontece realmente, mas a sequência de ação me incomodou demais, ela é arrastada demais, desnecessariamente. Eu esperava uma cena de Hit and Run. Chega, invade, mata e sai. Simples. Mas Bigelow tenta mais uma vez te colocar ali, te fazer ver como funciona tudo em uma operação como essas. Como “ela acha” que funciona tudo. Em alguns momentos eu me peguei ofendendo um “companheiro” do Seal Six porque ele estava falando muito alto (praticamente berrando) dentro da zona de combate. Achei estranho. Mas não ruim. Incomum.

Jessica Chastain concorre ao Oscar de Melhor Atriz por sua atuação em A Hora Mais Escura. Algo que eu acho exagerado, a atuação de Jessica não é acima da média, ela tira proveito da centralização do filme em sua personagem e por isso foi lembrada pela Academia. Aliás, o filme conta com um enorme contingente e poucos personagens, a personagem de Chastain realmente tem os holofotes do início ao fim. Joel Edgerton que concorreu ao Oscar de 2012 por sua atuação em Guerreiro não passa de um mero coadjuvante com pouco tempo de tela e que aparece apenas na pior parte do filme.

Zero Dark Thirty 5

Se A Hora Mais Escura despontava na frente com Lincoln (Steven Spielberg) e Argo (Ben Affleck) pelo careca dourado, por abordar temas nacionalistas, eu diria que o longa de Kathryn Bigelow fica com o bronze nessa disputa, e depois da “aula de história” que foi o favorito Lincoln a dúvida de quem leva o Oscar 2013 paira no ar. A Hora Mais Escura não tem tantas condições para o Melhor Filme e Jessica Chastain terá uma briga pesada no Melhor Atriz.

Mas é um bom filme, vale muito para quem gosta da temática, e principalmente para quem gostou de Guerra ao Terror (2009).

O elenco do filme conta com Kyle Chandler (Super 8), Jessica Chastain (A Árvore da Vida), Joel Edgerton (Guerreiro), Mark Strong (Sherlock Holmes), Edgar Ramirez (Fúria de Titãs 2), Chris Pratt (Parks and Recreation) e Jason Clarke (The Chicago Code). Zero Dark Thirty chega aos cinemas brasileiros nesta sexta-feira 15 de Março.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários