Conto | Enquanto isso em Imjogha

Leandro de Barros

  terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Conto | Enquanto isso em Imjogha

Mais um conto enviado por um leitor do Supernovo é publicado. Já enviou o seu?

ATENÇÃO: Esse é um texto enviado por um leitor ou colaborador do Supernovo, referente à um dos cenários postados no Multiverso, blog “locão de dorgas” do site.

Texto: Enquanto isso em Imjogha
Autor: João Pedro Fraga
Cenário: E se a nossa vida fosse uma sessão de RPG?


ogre magi vs orc warrior é de autoria do ótimo Jouste. Acesse: http://jouste.deviantart.com/

ogre magi vs orc warrior é de autoria do ótimo Jouste. Acesse: http://jouste.deviantart.com/

Enquanto isso em Imjogha

por João Pedro Fraga

Aquelas peças decidiram minha vida até aqui, nem sempre elas me ajudaram, mas consegui chegar até aqui. Estou no salão de Mesphdu, o Mago do Caos. Não preciso de muito para derrotar Mesphdu, o Mago do Caos. Esse é o meu objetivo nessa vida, não é um bom objetivo de vida, mas foi o que escreveram pra mim. Chamam aquelas peças de dados, são eles que decidem minha vida.

É frustrante não escolher nada e saber disso, vozes ensurdecedoras gritavam:  –  Doze, doze, doze!  – e eu não sei se isso é bom ou ruim.
Só pra constar sou Jaccar, o Matador de Trolls,  e realmente sou muito bom nisso, matar trolls. Nao sei se essa habilidade se estende para magos do caos. Eles foram comer alguma coisa, tem 36 horas Imjogha que eles estão jogando e se não me falha a memória a cada hora em Imjogha equivalem a 20 minutos no mundo deles, não sei bem quanto isso vale. Só escrevo isso para dizer como me sinto em relação a tudo isso.

Eles tratam minha vida como um jogo, mas não é um jogo, não para mim, isso é minha vida que droga! Mataram meus filhos e minha esposa, meus animais, incendiaram minha vila, tudo por causa de um jogo? Tudo isso só para se divertirem? Que tipo de monstro faz isso? Os deuses jogam dados com minha vida, os sádicos deuses mortais. Eles estão voltando, disseram que preciso de um sete. Ouço os dados rolando.

– Ah um dois. Droga, morri. A triste morte de Jaccar, o Matador de Trolls! Haha, amanhã jogamos de novo?

– Claro, não me conformo de ter morrido na Vila Tisput.

– Mas seu Elfo era bem fraco né.

– Cala boca e vai embora, enrolamos o final pra você morrer.

– Cheguei ao final não cheguei? Então calem a boca. To indo então, tchau pra vocês pessoas.

– Tchau.

– Tchau.

– Tchau, Arthur.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários