Diário da Comic-Con 2012 | Preview Night

  Luana Gonçalves  |    quinta-feira, 12 de julho de 2012

E começa a Comic-Con 2012, em San Diego, nos EUA!

Olá a todos!

Sejam bem-vindos ao meu blog aqui no Supernovo sobre a San Diego Comic Con (SDCC). Eu sou Luana e estou aqui na Califórnia para aproveitar a SDCC e cobrir o evento para o nosso site querido, de uma f0rma diferente, com um olhar de quem está vivenciando isso tudo pela primeira vez. Preparados? Vamos lá!

Por Luana Gonçalves

Hoje foi o primeiro dia do evento, que começou com a Preview Night. Para quem não sabe, a Preview Night acontece um dia antes da Comic-Con realmente começar e, como o próprio nome diz, serve para que as poucas pessoas que conseguiram comprar o ingresso vejam o que está por vir nos próximos quatro dias. Os expositores estão lá com produtos exclusivos, como HQs clássicas, action figures diferentes e novas, entre outras inúmeras coisas que fazem muita gente ficar em filas super longas para tentar conseguir uma antes que acabe. Pelo que reparei, a partir dos tamanhos das filas, a maioria das pessoas estavam interessadas nas exclusividades da Hasbro, da Marvel e do The Walking Dead (estava todo mundo querendo garantir esse relógio super legal).

Eu não tenho tanto interesse nessa parte de produtos exclusivos, então fiquei dando uma volta pelo Exhibition Hall e vendo o que tinha de legal. Vocês devem reparar nesse post, ou em outros que virão, que eu sou nerd de séries. Curto quadrinhos, filmes e várias outras coisas, mas seriados são minha paixão. E é por isso que fiquei mais perto dos estandes dos canais de televisão. E, gente, o que eles mais fazem lá é dar coisa de graça. Claro que perdi a linha, né? O estande da FOX era enorme e eles estavam distribuindo pôsteres e bottons de praticamente todos seus programas. Fringe, Glee, American Horror Story, Archer, Futurama e  mais. O estande da CBS era junto com o da CW e do Showtime, então eles estavam dando diversos brindes de séries desses canais. Peguei bolsa de Homeland, botton de Dexter, além de uma bolsa e um limpador de tela de Person of Interest. O estande da Warner que estava bem fraquinho, distribuindo apenas revistas com suas séries nas capas.

Por Luana Gonçalves

Mas a Warner pode ser simples nesse aspecto, porque ela ganha em outro. Um evento interessante que ocorre durante a Preview Night é a exibição de pilotos das novas séries da Warner Bros. Hoje foi exibido o primeiro episódio das seguintes séries: 666 Park Avenue (que eu não vi porque estava pegando meus brindes…não me julgue!), Arrow, The Following, Revolution e Cult. Vou dizer o que achei deles:

Arrow

Tá, vou confessar. Também cheguei atrasada nesse, porque ainda estava no Exhibition Hall, mas perdi só o início mesmo. Do que eu vi, eu achei…legal. Não é demais, não é super interessante, nem o próximo hit da década. Mas veja bem, essa é só a minha opinião do primeiro episódio. Talvez a série fique ainda mais legal durante a temporada, mas aí teremos que esperar para ver.

The Following

Isso sim foi um piloto de verdade!  A história da série é meio batida (agente do FBI vs. serial killer), mas as cenas são sensacionais. Algumas são pesadas e fortes – não recomendaria para pessoas que não gostam de ver sangue -, e tem muito suspense. É um daqueles thrillers que você leva susto quando menos espera. Só no piloto levei uns três sustos desses. Além disso, Kevin Bacon, que interpreta o personagem principal, está muito bem no papel. Está aí uma série que eu recomendo a vocês, se é que eu tenho alguma influência sobre vocês (provavelmente não).

Revolution

A série que todos estão morrendo de vontade de ver! J.J. Abrams e Eric Kripke fizeram um ótimo trabalho no roteiro, que tem direito a drama, algumas cenas engraçadinhas, e luta de espadas com a galera de jeans e jaqueta. Legal, né? Porém, o que me chamou mais atenção, na verdade, foi a semelhança entre a premissa de Supernatural e Revolution. Se você não sabe, Kripke também é o criador da série dos Winchesters e dá para perceber bem esse tema recorrente, que é Família. Logo no início, vemos a personagem principal, Charlie, ir atrás de seu tio pedindo ajuda para procurar seu irmão (veja aqui mais sobre a história de Revolution). Quando ele pergunta por que motivo ele faria isso, o que ela responde? “Somos uma família”. Isso só me fez lembrar do próprio piloto de Supernatural, com Dean indo atrás do Sam para ajudar a procurar o pai deles. “Salvar pessoas, caçar coisas. O negócio da família.” Não estou reclamando, apenas assinalando essa semelhança. No mais, estou ansiosa para ver os outros episódios quando Revolution estreiar. E não sou só eu. Essa foi a série que recebeu mais aplausos no final do episódio.

Cult

Por último, foi exibido o piloto de Cult, que me surpreendeu bastante. Estava esperando ser uma série bem estranha, daquelas que não fazem sentido algum, mas ela faz! É um outro suspense entrando na lista de séries que eu necessito assistir.

Pilot screenings de Arrow, The Following e Revolution – por Luana Gonçalves

Bom, gente, é isso. Vou finalizar isso aqui, porque já está longo demais e eu ainda tenho poucas horas para dormir antes de acordar para enfrentar fila na Comic Con. Como diria minha vó, rapadura é doce, mas não é mole não! Hahah!

Até amanhã!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários