O Jogo da Imitação

Leandro de Barros

  domingo, 11 de janeiro de 2015

O Jogo da Imitação

Gostei muito de Benedict Cumberbatch e achei impressionante a história de Alan Turing – que eu conhecia bem menos do que gostaria.

Eu sabia que ele era uma das pessoas mais injustiçadas do Século XX, mas o filme mostra o quanto a humanidade se ridiculariza por questões tão desimportantes num âmbito maior como a sexualidade alheia. Um gênio, herói de guerra e autor de um legado gigantesco, reduzido à castração química e ao suicídio por ser homossexual.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários